A La Roche-Posay sempre teve o compromisso de trabalhar lado a lado com dermatologistas. A prova concreta deste compromisso foi a criação, em 1995, da Fundação La Roche-Posay, que incentiva a pesquisa dermatológica nas áreas da clínica médica, biologia e farmacologia. A Fundação foi desenvolvida com base em dois eixos fundamentais: o científico, que financia a pesquisa, e o social, que incentiva iniciativas humanitárias por parte de dermatologistas. Independentemente da natureza científica ou social do projeto, a Fundação tem a missão de apoiar os dermatologistas que usam sua expertise e criatividade para construir uma melhor qualidade de vida para todos.



topo



Ao longo dos anos, as iniciativas da Fundação La Roche-Posay em todo o mundo ganharam um importante reconhecimento através de diversos projetos. No Brasil, a marca realiza o Tour de Combate ao Câncer da Pele, em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que leva acesso ao diagnóstico do câncer da pele, a Escola de Atopia, que apoia pacientes com a dermatite atópica (e suas famílias) e o Circuito GRAPE, que leva a população palestras sobre doenças de pele estigmatizantes.


Escola de Atopia

A dermatite atópica afeta de 10 a 15% da população ainda na infância. A incidência da doença tem aumentado nas últimas décadas, e fatores ambientais como a poluição contribuem com o agravamento do quadro. Hoje, sabemos que é essencial além do tratamento, um acompanhamento psicológico.

Pensando nisso a La Roche-Posay criou a Escola de Atopia, projeto que visa melhorar a qualidade de vida desses pacientes, através de educação terapêutica e atividades lúdicas para crianças e seus familiares.São realizadas reuniões mensais, dos pais com dermatologistas, formando um grupo de apoio, no qual trocam experiências e contam como superam a doença. São realizadas também oficinas de aplicação de hidratante com as crianças, mostrando de forma lúdica a importância do cuidado diário com a pele.



Tour de Combate ao Câncer da Pele

Os programas de prevenção ao câncer da pele têm recebido apoio há mais de 10 anos para a realização de dias de detecção gratuita organizados pelo Euromelanoma Group for Europe e por diversas sociedades nacionais de dermatologia em outros países.

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em parceria com a La Roche-Posay, realiza há mais de sete anos o Tour de Combate ao Câncer da Pele, que leva atendimento gratuito a várias regiões do país por meio de um caminhão com consultórios itinerantes. Até o momento, o tour já percorreu mais de 118.000 km do território brasileiro, com mais de 18 mil pessoas atendidas e mais de 1.500 diagnósticos de câncer da pele.



Circuito GRAPE

O GRAPE (Grupo de Apoio Permanente) é um projeto da SBD que promove apoio e educação à portadores de doenças de pele estigmatizantes.

Em parceria com a La Roche-Posay, o grupo percorre o Brasil com um caminhão-auditório promovendo palestras coordenadas por dermatologistas, incentivando a troca de experiências entre pacientes sobre doenças como acne, psoríase, hanseníase, vitiligo, câncer da pele, dentre outras.




topo



Hoje, para o atendimento e escolha do tratamento a ser seguido, os dermatologistas levam em conta as experiências pessoais do paciente e o efeito prejudicial de algumas doenças de pele sobre sua autoestima e vida social.  Para incentivar ações humanitárias por parte desses médicos a La Roche-Posay criou o Prêmio Dermatologista do Coração que, em parceria com a Fundação La Roche-Posay, apoia projetos sociais desenvolvidos por dermatologistas.

Lançada na França em 2011, esta iniciativa acontece em diversos países e no Brasil, concede um prêmio de R$20.000,00 a um projeto social a cada ano. A seleção é feita por um júri formado por dermatologistas, com base na missão do programa: melhorar a qualidade de vida dos pacientes. Os critérios utilizados são:

> Estar em uma das cinco categorias de implementação.
> Relevância no contexto deste programa.
> Viabilidade em termos de financiamento/verba estimados.
> Originalidade e grau de inovação da iniciativa.
> Esfera de influência, por exemplo, o número de pacientes beneficiados e a extensão da atividade.
> Benefício ao paciente: acesso à saúde, aceitação da doença e dos tratamentos, bem-estar do paciente, autoestima, cumprimento do tratamento e inserção social.

topo




2014 - Projeto GUIA - Grupo de Urticária: Informação e Apoio

O GUIA visa atingir portadores dos diferentes tipos de urticária além dos seus familiares e, ainda, a população geral, incluindo profissionais de saúde interessados neste tema. O objetivo principal é melhorar a qualidade de vida desses pacientes através do conhecimento amplo sobre a doença (científico, ético e social) e do apoio humano. O projeto é focado em duas grandes vertentes: informação e apoio ao portador de urticária.

Dermatologistas Responsáveis:
> Dra. Patricia Karla de Souza
> Dra. Tatiana Mimura Cortez
> Dra. Letícia Siqueira Sousa



2015 - Projeto Reencontro com a Beleza

O projeto visa atender mulheres em tratamento contra o câncer de mama da Região Sul Fluminense, através de reuniões mensais dessas pacientes com dermatologistas. O principal objetivo é elevar o ânimo, através de uma pele bem tratada, maquiada adequadamente e com palavras que as fortaleçam, melhorando a autoestima e assim a qualidade de vida dessa população.

Dermatologistas Responsáveis:
> Dra. Michele Batalha
> Dra. Patricia Dalboni



2016 - Projeto Amor à Flor da Pele

O dermatologista oferece atendimento e educação a comunidades ribeirinhas no interior do Maranhão. Através de consultas, gratuitas, palestras e distribuição de materiais informativos sobre os cuidados com a pele.
Após diagnósticos, alguns pacientes são direcionados à clínicas médicas para tratamento adequado.

Dermatologista Responsável:
> Dr. Eduardo Henrique Jorge Lago (São Luiz - Maranhão)



EM 2017 PODE SER VOCÊ!



topo